top of page

hipérbole

eu não vou discutir

claro que você

que tem sentido

que tem direção

deve estar coberta de razão

 

eu que ando

de lado feito caranguejo

que fecho os olhos

pra escutar um fado

e que desenho janelas

enquanto falo ao telefone

não sei mesmo

a porção de coisas importantes

que você diz

que tem que saber na vida

 

eu esqueço

esmoreço

não gosto de ficar só

não sou forte

e atravesso as ruas sempre

na faixa de pedestres

 

tenho uns medos!

e mesmo que você insista

e repita que não há motivos

eu tenho medo de não mais

acreditar na liberdade

na verdade

no comum

 

eu sou prolixa

sou exagerada

quase criptografo minha fala

vivo de imagens

sou tão metafórica

misturada em canetas bic

e máquinas de escrever de brechó

 

e aí eu nem sei como você

tão reta

direta

tão certa

me olha assim tão bonito

me beija um beijo tão bom

e me diz no ouvido tudo

que eu quero ouvir

e me pega de um jeito

que nem dá pra dizer

e me faz feliz

tão feliz....


foto: urban expression

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page